As Runas: Thorn

quarta-feira, janeiro 18

O Espinho 

Pronúncia: thórn (como na palavra inglesa espinho) 

Nomes Alternativos: thor, thurisaz, thurs, dorn, thuris, thyth, thuith 

Significados Tradicionais: espinho, gigante do gelo, demônio do gelo 

Palavras-Chave: despertar, iniciativa, perspicácia, poder intencionado, força protetora

Usos Práticos: vantajosa quando é necessário quebrar barreiras ou limpar caminho através de uma situação confusa, lutar contra influências perniciosas, superar a letargia e estimular o entusiasmo, impelir o subconsciente a agir, preparar terreno para novas iniciativas

Usos Mágicos: para ajudar no estudo e meditação, auto-disciplina, aclarar uma situação ruim

Desafio: desvencilhe-se do que lhe obsta, mas tenha cuidado em reter o que é de valor permanente; não tome atitudes precipitadas ou pode se criar mais problemas do que soluções

Correspondências:
Fonema: Th
Regência Planetária: Júpiter (Ativa)
Pedra: Safira
Flor: Lunária
Árvore: Abrunheiro
Número: 5
Classe Social: Nobre e Sacerdotal
Cor: Branco
Mitos e Deidades: Hel, os Gigantes Gelados, Loki
Tarô: Casa de Deus
Período do Dia: das 09 às 10 hs

Significados Gerais e Simbólicos:

Para a planta que o ostenta, o espinho é uma defesa; mas para o resto da natureza, é um aviso. THORN indica que até mesmo os grandes guerreiros também às vezes se machucam com um pequeno espinho. As pequenas coisas, certas vezes, se tornam grandes obstáculos e derrubam o homem, mas este tem que estar atento pois, na realidade, essas quedas são oportunidades para que ele seja criativo, fazendo de seus medos os seus desafios, isto é, crescendo com os espinhos da vida. É sob essa forma que THORN aparece de modo geral em um lançamento rúnico. Surge quando se teve uma onda de boa sorte, e isso não quer dizer que ela não termine um dia. O aviso implícito, portanto, é o de consolidar posições antes de tentar fazer mais progressos, e de não ter reações demasiadamente exageradas frente aos diversos comportamentos e sentimentos das pessoas. 

Quando aparece, THORN sugere ajuda e proteção — principalmente se associado com outra runa protetora, como EHWO ou ALGIZ —, representando limpeza e castidade; em outras palavras, um período de sujeição, de espera, de contemplação. Observe cada momento, analise cada detalhe, avalia cada momento, cada vitória, cada alegria e tristeza. E saiba agir no momento oportuno. 

Algumas vezes, em um lançamento rúnico propício, THORN anuncia um golpe de sorte totalmente inesperado. Ocasionalmente, isto toma forma de assistência de um dos pais, de um amigo, ou de um superior, mas mais freqüentemente é um genuíno lance de sorte, resultante de uma daquelas estranhas concatenações de circunstâncias, que são usualmente descritas como "estar no lugar certo na hora certa"

Essa é uma runa de teste. Pode ser usada para testar alguém (inclusive a si mesmo) para se vencer o medo, pois ao pegar uma rosa, necessita-se sobrepujar o temor de ser fincado pelo espinho e, em conseqüência, passar por uma sensação desagradável. A forma deste medo pode advir de qualquer perigo físico ou apreensão interior. Pode ser utilizada para averiguar se possuímos o direito de usar as runas. Pode também ser empregada como defesa contra influências perigosas e indesejáveis. 

Deve-se fazer uma pausa e repassar todo o seu repertório: a aprendizagem, as vitórias, as decepções, as alegrias e tristezas. Uma mudança de opinião geralmente torna-se equivalente a uma mudança de cenário, e ambos são necessários na vida. Uma modernização dos pensamentos pode ser conveniente. É bom lembrar que, quando se vai viajar, há que se pesar cuidadosamente o que se levará e o que se deixará para trás. Faça uma viagem mental e deixe para trás a bagagem que não é mais necessária. Talvez se esteja indo na direção errada, e as runas associadas indicarão se essa direção tem a ver com negócios, emoções ou finanças. Em tal caso, o aviso dado é não fazer nada novo ou inovador, não fazer mudanças desnecessárias, tentando, ao contrário, manter a situação como está. Isto é particularmente verdadeiro quando THORN está associada a HAGALL, NYD ou ISA. 

Em circunstâncias onde se está sendo pressionado a tomar uma decisão ou assumir qualquer curso de ação, é óbvio que a determinação “nada faça” não pode ser aplicada. Quando isto acontece, a presença de THORN sugere que não se deve fazer nada irrefletidamente. É necessário refletir, contemplar a situação como um todo, e só a partir de então agir. Quando necessário, deve-se procurar um conselho profissional (com advogados, procuradores, banqueiros, médicos ou sacerdotes), especialmente se THORN cai em conjugação com ASS, JARA ou MANN. 

Significado Reverso: 

Quando THORN projeta seu lado reverso em um lançamento rúnico, isso quer dizer que o há oposição daqueles que são politicamente, financeiramente, ou moralmente mais fortes. Essa ascendência dificilmente tende a ser levada a sério, pois, normalmente, THORN reversa indica que se está relutante em ouvir o conselho dos outros. Isto leva a querelas com aquelas pessoas que estão tentando nos advertir ou guiar. Também, quando THORN está reversa, as conseqüências da teimosia em se seguir um curso de ação particular podem ser mais desastrosas do que o usual. Possivelmente, cria-se problemas ainda mais graves do que os que se está tentando resolver. 

THORN reversa significa estagnação, recusa de enfrentar os fatos e de mudar com as novas situações. É um aviso para que se reavalie a vida e não assumir que as coisas continuarão como estão. Às vezes, o reverso desta runa demonstra que se está numa posição de autoridade e percebe-se o desenvolvimento de um subalterno como uma ameaça. Essa interpretação não se aplica somente ao contexto de negócios, mas a pais e filhos, guardião e tutelado, professor e aluno. Observe a presença de KANO reversa como denotação de que uma das partes está prestes a ultrapassar a outra. 

Por outro lado, pode-se temer a falha de um protegido em algum teste, e essa falha refletir de maneira ruim sobre a imagem que temos de nós mesmos como gerentes, treinadores, professores ou instrutores. Em qualquer caso, diz-se que THORN reversa pressagia o início de um período sem sorte, e a precaução e a circunspecção estão na ordem do dia. Com a demasiada agitação na evolução dos fatos, podem ocorrer decisões muito rápidas e impensadas. E decisões apressadas podem trazer arrependimentos. É bom parar para refletir e não se deixar contaminar pelo ritmo acelerado, não avançando mais do que deveria.

4 comentários:

Nanda disse...

Já joguei Tarot, I Ching... Mas as Runas continuam um mistério pra mim. Quem sabe isso agora muda? Outro belo espaço! =)

Fabrício Franco disse...

Nanda,

Eu estou postando o que sei sobre Runas para que o conhecimento não fique parado, estanque, senão ele morre. Que mais pessoas se interessem. O que eu puder repartir, conte comigo.

Abraço e seja bem-vinda por aqui também!

Anônimo disse...

Olá Fabrício, boa tarde! quando você diz no texto que ela "Pode ser utilizada para averiguar se possuímos o direito de usar as runas." fiquei curiosa quanto a isso, como podemos utilizá-la nesse sentido?
Grata

Fabrício César Franco disse...

Olá,

Não costumo responder a posts sem saber com quem estou falando, mas como a pergunta é apropriada, achei melhor respondê-la. É simples: apenas pergunte se você pode usar as runas. Tire uma única pedra. Se for uma runa negativa, a resposta é não. Se for Thorn, por exemplo, é não enfático.